Porto do Rio recebe autorização da Marinha para operar com navios de grande porte

11/08/2017

Após obras de dragagem no canal de acesso, o Porto do Rio já está preparado para receber navios maiores, do porte daqueles que ancoram em grandes terminais europeus. A expectativa do setor é que, a partir de outubro, o porto comece a receber embarcações com calado maior e, assim, possa competir em igualdade de condições com outros terminais do país, como Santos, onde problemas de dragagem têm levado empresas a embarcar com menos carga de lá ou desviar rota para desembarcar parte da carga antes de alcançar o porto na Baixada Santista.

De acordo com o jornal “O Globo”, a Capitania dos Portos autorizou o início das manobras no Porto do Rio, inicialmente em fase experimental, no dia 3 de agosto. Também foi feita a homologação de todo o processo (nova configuração do canal de acesso, incluindo o calado ampliado e o novo balizamento) pela Marinha.

Luiz Henrique Carneiro, presidente do Sindicato dos Operadores Portuários e diretor-presidente da Multi-Rio, terminal de contêineres no Porto do Rio, e da Multi-Car, do grupo Multiterminais, explicou que a transição para receber navios de maior porte será feita de forma progressiva, com a operação de manobras experimentais em duas etapas principais.

— O que se pode dizer é que a infraestrutura portuária adequada é condição necessária para o desenvolvimento da região atendida pelo porto. Não tem desenvolvimento se não tiver porto eficiente, especialmente numa região como o Rio de Janeiro — Carneiro. — Acredito que os navios maiores devem começar a chegar no final de outubro.

Segundo o executivo, em uma primeira etapa (ramp up 1) será testado o aumento de calado dos atuais navios que frequentam o Porto do Rio. Atualmente, só é possível manobrar navios com no máximo 13 metros de calado, 300 metros de comprimento e 42 metros de largura. Ao final do ramp up 1, o calado máximo passará a 14,3 metros, equivalente ao dos maiores portos europeus.

De acordo com Carneiro, na sequência, será possível dar início à segunda etapa de operações (ramp up 2), com navios de porte maior, que é o objetivo principal de todo projeto de dragagem do Porto do Rio.

— Com isso, o Porto do Rio estará apto a receber navios de até 340 metros de comprimento, 48,5 metros de largura e 14,3 metros de calado, compatíveis com os maiores porta-contêineres que atualmente frequentam os tráfegos da Costa Leste da América do Sul — destacou.

« voltar para Notícias